quarta-feira, 8 de agosto de 2007

A modernização das técnicas de Gestão no Setor Público

Nas últimas décadas, assiste-se há um contexto em que as organizações públicas estão enfrentando fortes mudanças com o objetivo de melhorar de forma permanente a sua prestação de serviços à sociedade.
A introdução de novas tecnologias de informação aliadas a novas formas de gerenciamento das organizações, baseadas no conhecimento e voltadas para um forte enfoque no atendimento das necessidades da sociedade e dos cidadãos, estão provocando uma transformação nas estruturas do Estado.
Diversos estudos demonstram fundamentos teóricos e práticos que sustentam uma nova visão da administração pública, com visão de longo prazo, orientada para resultados, com transparência, eficiência, eficácia, efetividade, responsabilidade social e prestação de contas.
Os conceitos e modernas ferramentas de gestão voltadas para aplicação no setor público, que são reconhecidas e aplicadas em nível mundial, surgem como uma filosofia dentro da qual se busca alcançar a modernização das instituições e, por conseguinte, uma melhora contínua dos produtos e serviços postos à disposição dos cidadãos.
No Brasil, já se verifica alguns estudos teóricos e aplicações práticas de instrumentos de gestão modernos em instituições públicas, tais como governança, gestão do conhecimento, governo eletrônico, planejamento estratégico, modelos de mensuração de resultados, entre diversas outras.
Infelizmente ainda são poucas as instituições públicas que utilizam ferramentas do "estado da arte" em gestão e, a maioria são do governo federal e alguns governos estaduais. Em relação aos municípios, a grande maioria desconhece os princípios básicos de administração, funcionam mesmo é na base da obediência as ordens dos "chefes". Aonde o "chefe" vai o servidor também vai. O problema é que eles não sabem que o "chefe" não sabe aonde vai.